ADAPTANDO (1) – TJ Escolhendo Seu Próprio Alimento Espiritual Diretamente Na Bíblia?®

ADAPTANDO (1) – TJ Escolhendo Seu Próprio Alimento Espiritual Diretamente Na Bíblia?®

16 de maio de 2021 Adaptando 11

Com este artigo inicio uma nova série para este Blog, série que estou batizando com o nome de “Adaptando” pois, nela, vou citar literatura do CG que tenham por “público alvo” (no todo ou em parte) pessoas de outras religiões e vou adaptá-los para que “falem” às TJ e/ou vou adaptar textos que falam exclusivamente às TJ para que falem a pessoas de outras religiões.

O objetivo é deixar claro que:

– excelentes conselhos que o CG dá às pessoas

de outras religiões, não servem e, via de

regra, são até proibidos às TJ

e

afirmações “normais” que o CG faz às TJ se tornam

absurdos, aos olhos das TJ, caso se refiram

a pessoas de outras religiões!

Obs. Todas as adaptações estarão em azul para que se saiba, exatamente, onde elas ocorreram e no final de cada postagem vou reproduzir os mesmos trechos em sua redação original.

Nesta primeira postagem abordo um artigo da Sentinela que recebeu o título de:

ESCOLHA O SEU PRÓPRIO ALIMENTO

– artigo que tem por “público alvo” apenas pessoas de outras religiões (como o próprio título acima destacado já sugere) mas que abaixo estará adaptado para “falar” exclusivamente às TJ:

 “QUANDO (você, TJ) vai à mercearia da vizinhança, quem escolhe seu alimento? Diz ao comerciante que deseja alguns gêneros alimentícios e deixa ao critério dele dar-lhe o que quiser? Ou tem consigo uma lista daquilo que deseja comprar em matéria de artigos de consumo, frutas e legumes, etc.? Naturalmente cada TJ faz a sua própria escolha dos produtos, pois sabe exatamente o que precisa (…).

Ora, Jesus disse que “o homem tem de viver, não somente de pão, mas de todo proferimento que procede da boca de Jeová”. (Mat. 4:4, NM) Sim, necessitamos de alimento espiritual.

E, visto que a espécie correta de alimento espiritual é tão necessária para a nossa saúde espiritual como a espécie correta de alimento material é para a nossa saúde física, as TJ precisam exercer o mesmo cuidado em verificar que obtenham um suprimento completo de alimento espiritual, assim como os obtemos para os nossos corpos. De fato, as TJ devem ser ainda mais seletivas, visto que a saúde física significa apenas livramento da dor durante os proverbiais setenta anos de vida, ao passo que a saúde espiritual significa vida eterna em felicidade.

As TJ, porém, vão ao seu merceeiro espiritual, o CG, e deixam que escolha para elas o que ele quer, sem jamais pensar se estão obtendo uma alimentação espiritual completa ou não. Tal proceder não é sábio. Talvez não obtenha exatamente aquilo que realmente necessita.

Por exemplo, já se perguntou alguma vez por que um Deus todo-poderoso, sábio, justo e amoroso permitiu tanto sofrimento e iniqüidade? Ou por que as suas orações sinceras ficaram sem resposta, especialmente em tempos de guerra ou de doença? (…)

Se tiver tais perguntas na mente, então é evidente que está entre os que têm fome e sede da justiça; está entre os que estão cônscios de sua necessidade espiritual; entre os que choram e se lamentam por causa das abominações feitas na terra. (Mat. 5:6, 3, NM; Eze. 9:4)

E é também evidente que apesar da ajuda de seu merceeiro espiritual, o CG, não está recebendo um suprimento equilibrado de alimento espiritual da mercearia espiritual, a Bíblia.

Portanto, por que (você TJ) não recorre diretamente à Bíblia? Ela contém as respostas a todas estas perguntas e a muitas outras. (…) A Sent. 15/4/60 p.227

A mera leitura do trechos adaptados acima já é suficientes para se perceber o quanto estes sábios conselhos são impróprios para as TJ, que arrisco dizer que a leitura deste artigo pode ser parada após a leitura e reflexão da pergunta abaixo e, na sequência, da leitura do texto em sua redação original (que estará após o término deste artigo).

A pergunta a ser respondida é:

Porque os conselhos acima lhe parecem tão corretos,

quando ditos a pessoas de outras religiões, e pare-

cem tão estranhos, quando aplicados às TJ?

Agora vá ao final deste “post”, leia o artigo da Sentinela em sua versão original e responda à pergunta final ali lançada.

         Caso, porém, o(a) leitor(a) TJ não tenha notado nada de estranho no texto adaptado acima, então, o (a) convido a ler o restante deste artigo pois, abaixo, vou reprisar os “melhores momentos”, introduzindo-os com subtítulos e vou citar outras literaturas do CG que comprovam que tais conselhos não são apenas impróprios às TJ, eles são proibidos!

– 1º Cuidado para consumir a espécie correta de alimento:

E, visto que a espécie correta de alimento espiritual é tão necessária para a nossa saúde espiritual como a espécie correta de alimento material é para a nossa saúde física, as TJ precisam exercer o mesmo cuidado em verificar que obtenham um suprimento completo de alimento espiritual, assim como os obtemos para os nossos corpos. De fato, as TJ devem ser ainda mais seletivas, visto que a saúde física significa apenas livramento da dor durante os proverbiais setenta anos de vida, ao passo que a saúde espiritual significa vida eterna em felicidade.

     Uma TJ nunca é (e nem pode ser) seletiva com o alimento espiritual que recebe do CG , afinal, todo o alimento espiritual que o CG fornece está “no tempo apropriado”(Mt. 24:45), assim, o conselho acima é muito bom para pessoas de outras religiões, mas não para as TJ!

     Mas será que as TJ não precisam se preocupar com a qualidade do alimento que o CG lhes dá, não precisam ser seletivas?

Vejamos o que uma Sentinela de 2017 tem a dizer sobre a – qualidade  de tal alimento:

12 O Corpo Governante não recebe revelações da parte de Deus nem é perfeito. Por isso, ele pode cometer erros aos explicar assuntos da Bíblia ou ao dar orientações. Tanto é que no Índice encontramos o assunto “Esclarecimento de Crenças”, com uma lista de ajustes em nosso entendimento da Bíblia desde 1870. Na verdade, Jesus não disse que o escravo ia dar alimento espiritual perfeito. (A Sent. – Estudo – 2/2017 p. 26)

O alimento que as TJ consomem (de olhos fechados), como o próprio CG confessa acima é, na melhor das hipóteses, é uma mistura de erros e acertos (sendo que não é possível distinguir entre uns e outros) e é exatamente por isso que tal alimento nunca vem como o:

 “selo de qualidade – Jesus”!

Não obstante, conforme o texto adaptado sabiamente lembra:

a ESPÉCIE CORRETA DE ALIMENTO ESPIRITUAL é

 tão necessária para a nossa saúde espiritual!

Mas se isso é uma verdade para todo ser humano, porque as TJ não têm qualquer seletividade com o falho alimento que vem do CG?

– A razão é “curta e grossa”:

 O CG PROIBE!

Mentira?

Leia abaixo o que, segundo o CG, resta a cada TJ fazer em relação a todo o alimento distribuído pelo CG:

Devemos COMER, DIGERIR E ASSIMILAR o que se coloca diante de nós, sem rejeitar certas partes do alimento porque talvez não convenha ao CAPRICHO DO NOSSO GOSTO MENTAL. As VERDADES que havemos de publicar são aquelas que a organização do escravo discreto fornece, não algumas opiniões pessoais contrárias ao que o escravo providenciou como sendo sustento conveniente. (A Sent. 1/11/52, p.164)

     Se fosse verdade que o CG só pública VERDADES a afirmação acima até seria admissível, mas, sabendo que Jesus não garante em nada o alimento espiritual que o CG distribui (não obstante as TJ terem que aceitar todos os ensinos de sua religião como “a verdade, aquilo que a Bíblia realmente ensina”), fica demonstrado que o  conselho destacado neste 1º subtítulo não é apenas impróprio ele é PROIBIDO ÀS TJ!

     Agora vou adaptar o mesmo trecho citado acima (da Sentinela de 1952) para os católicos, a fim de tentar fazer as TJ (finamente) perceberem o quanto as afirmações nele constantes são absurdas:

Se um católico afirmar a uma TJ que, em relação aos ensinos de sua igreja, devem apenas:

comer, digerir e assimilar o que se coloca diante de nós, sem rejeitar certas partes do alimento porque talvez não convenha ao CAPRICHO DO NOSSO GOSTO MENTAL. As VERDADES que o Papa ensina são aquelas que a Igreja Católica (a única igreja de Deus na terra) fornece, não algumas opiniões pessoais contrárias ao que o Papa providenciou como sendo sustento conveniente.

Absurdo!

 Não seria este um resumo bem apropriado?

Agora as TJ já sabem o que este blogueiro e, certamente, os membros da congregação de Bereia (At. 17:10-11) pensa/pensariam (respectivamen-te) desta afirmação do CG para as TJ!

– 2º Sabedoria é deixar o CG escolher sua alimentação espiritual?

(…) As TJ, porém, vão ao seu merceeiro espiritual, o CG, e deixam que escolha para elas o que ele quer, sem jamais pensar se estão obtendo uma alimentação espiritual completa ou não. Tal proceder não é sábio. Talvez não obtenha exatamente aquilo que realmente necessita.(…)

     No texto original, o CG afirma o que se lê acima às pessoas de outras religiões em relação a seus respectivos “merceeiros espirituais” e, certamente, as TJ concordam como a afirmação acima de que “tal proceder não é sábio”, porém, quando se trata das

 “TJ na mercearia do CG

a “ausência de sabedoria” se torna uma normal “rotina da vida”!

Não consigo entender.

Você, TJ, consegue explicar?

– 3º Vá diretamente a Bíblia!

E é também evidente que apesar da ajuda de seu merceeiro espiritual, o CG, não está recebendo um suprimento equilibrado de alimento espiritual da mercearia espiritual, a Bíblia. Portanto, por que (você TJ) não recorre diretamente à Bíblia? Ela contém as respostas a todas estas perguntas e a muitas outras.

Não! As TJ não vão diretamente à Bíblia, sabem que não vão e, principalmente, sabem que não devem ir, até porque, a verdade não está na Bíblia em si, mas sim, naquilo que o CG ensina sobre cada tema bíblico!

– Prova isso a seguinte Sentinela (15/7/83, p. 27, § 20):

“Onde é que aprendemos a verdade da Bíblia? Conheceríamos o caminho da verdade se não tivesse havido a ajuda da organização? Podemos realmente passar sem a orientação da organização de Deus?” Não, não podemos!

     O Apóstolo Paulo afirmou que a Bíblia mantém o “homem de Deus” “plenamente competente e completamente equipado” (II Tm. 3:16), mas, para as TJ, ninguém deve, efetivamente, ir diretamente a Bíblia, até porque, o “equipamento Bíblia” sem o “equipamento Sentinela e congêneres”, só ensina erros (é o que afirma a Sentinela acima)!

          Para deixar isso ainda mais claro, percebam que o próprio CG (falando sobre pessoas que deixaram de ser TJ) admite que ir diretamente e aprender exclusivamente da Bíblia só conduz ao erro!

Dizem que basta ler exclusivamente a Bíblia, quer em particular, quer em pequenos grupos em casa. Mas, o que é estranho é que por meio de tal ‘leitura da Bíblia’ voltaram novamente para trás, para as doutrinas apóstatas que os comentários dos clérigos da cristandade estavam ensinando há 100 anos, (…) (A Sent. 1/6/82 p. 28, §14)

Repito:

     – O Apóstolo Paulo afirma (na Bíblia) que a Bíblia mantém o homem de Deus: “plenamente competente e completamente equipado”.

     – O CG afirma (na Sentinela) que “ir direta e exclusivamente à Bíblia” faz as pessoas desaprenderem, inclusive, o que sabiam de correto!

Como afirmei, ir diretamente à Bíblia não é apenas um conselho ruim, ele (na verdade) é proibido entre as TJ!

—————————

TEXTO ORIGINAL DA SENTINELA DE 1960:

Escolha seu próprio alimento

QUANDO vai à mercearia da vizinhança, quem escolhe seu alimento? Diz ao comerciante que deseja alguns gêneros alimentícios e deixa ao critério dele dar-lhe o que quiser? Ou tem consigo uma lista daquilo que deseja comprar em matéria de artigos de consumo, frutas e legumes, etc.? Naturalmente faz a sua própria escolha dos produtos, pois sabe exatamente o que precisa (…)

Ora, Jesus disse que “o homem tem de viver, não somente de pão, mas de todo proferimento que procede da boca de Jeová”. (Mat. 4:4, NM) Sim, necessitamos de alimento espiritual. E, visto que a espécie correta de alimento espiritual é tão necessária para a nossa saúde espiritual como a espécie correta de alimento material é para a nossa saúde física, precisamos exercer o mesmo cuidado em verificar que obtenhamos um suprimento completo de alimento espiritual, assim como o obtemos para os nossos corpos. De fato, devíamos ser ainda mais seletivos, visto que a saúde física significa apenas livramento da dor durante os proverbiais setenta anos de vida, ao passo que a saúde espiritual significa vida eterna em felicidade.

A maioria das pessoas, porém, vão ao seu merceeiro espiritual, o clérigo, sacerdote, rabino ou ministro, e deixam que escolha para elas o que ele quer, sem jamais pensar se estão obtendo uma alimentação espiritual completa ou não. Tal proceder não é sábio. Talvez não obtenha exatamente aquilo que realmente necessita.

Por exemplo, já se perguntou alguma vez por que um Deus todo-poderoso, sábio, justo e amoroso permitiu tanto sofrimento e iniqüidade? Ou por que as suas orações sinceras ficaram sem resposta, especialmente em tempos de guerra ou de doença? (…)

Se tiver tais perguntas na mente, então é evidente que está entre os que têm fome e sede da justiça; está entre os que estão cônscios de sua necessidade espiritual; entre os que choram e se lamentam por causa das abominações feitas na terra. (Mat. 5:6, 3, NM; Eze. 9:4) E é também evidente que apesar da ajuda de seu merceeiro espiritual, seu clérigo, não está recebendo um suprimento equilibrado de alimento espiritual da mercearia espiritual, a Bíblia. Portanto, por que não recorre diretamente à Bíblia? Ela contém as respostas a todas estas perguntas e a muitas outras. (…)

Pergunta final: Porque estes sábios conselhos são tão propícios para pessoas de outras religiões e em nada servem para as TJ?

———————

Leitor(a): Este artigo, além de ter por objetivo fazer as TJ pensarem “fora da caixa forte”, tem o objetivo de abrir um diálogo entre quem lê e quem escreveu. Estou certo que você tem uma parecer sobre o que deu acima. Você pode ter discordado de tudo o que afirmei ou apenas de algumas partes. Você pode ter chegado a conclusões diversas das minhas. Tudo isso é possível e eu gostaria muito de poder dialogar com você a respeito, por isso, lhe convido a deixar um comentário aqui no Blog ou a escrever um e-mail para 1tessalonicenses5.21@gmail.com (inclusive para indicar eventuais erros no texto que requerem correção). Desde já, agradeço.

——————-

Nota Legal – Os Artigos deste Blog estão protegidos pela Lei de Direitos Autorais. Reprodução integrais ou parciais são permitidas, desde que, citada a fonte e com inclusão de link que remeta diretamente para este artigo.

 

11 comentários

  1. O Ignorado disse:

    O artigo foi muito profundo e muito lógico.

    Lembro-me de algumas publicações, onde o CG das tjs afirma ser inspirado por assim dizer, na íntegra!
    As referências que se fez menção, cria uma enormíssima discrepância com as declarações do CG.

    Pois que, ora diz ser inspirado e que devemos seguir plenariamente com nenhum desdém ora diz para nos certificarmos porque não…em fim.

    Uma vez que o CG enfatiza nalgumas vezes não ser inspirado na íntegra, portanto cada pessoa é livre de escolher o alimento que lhe faz bem_ o de Cristo Jesus (João 6:68).

    Naturalmente, foi uma boa e excelente viagem Teocrática!! Muito
    Grato!!

    • admin disse:

      Olá João – que bom ver que retornou ao Blog e comentou novamente (faça isso sempre).
      Como já disse em alguns artigos do Blog, oficialmente, o CG faz questão de negar que é inspirado
      pois, isso lhe deixa livre para errar (e errar é uma constante do CG). Por outro lado, as afirmações
      que faz, nas entrelhinhas, e que claramente reivindicam a inspiração (como se dizer – CANAL DE
      COMUNICAÇÃO DE DEUS – ou seja, uma mera via, um canal de passagem por onde Jeová faz suas comunicações),
      levam as TJ a enxergar nas palavras do CG a AUTORIDADE DE PALAVRA INSPIRADA POR JEOVÁ e isso deixa o CG
      em uma posição muito confortável, pois, as TJ aderem de imediato e sem questionar a tudo o que o CG ensina
      (seja verdadeiro ou falso – pouco importa)! Isso nada mais que o uso da neurolinguística para manipular
      corações e mentes!
      Esta é uma das razões da existência deste Blog – convidar as TJ a se certificarem (ITs. 5:21)
      se a realidade descrita acima é real a fim de que se sentam livres para refletir em perguntas
      como: -Ensinos falsos (que são ensinados como se verdades bíblicas fossem), podem ser
      considerados: “alimento no tempo apropriado” (Mt. 24:45)?
      Agradeço a Deus porque vc. já se certificou.
      Como já dito, volte e comente sempre.
      Por fim desejo que a graça e a paz de Jesus inundem sua vida.

  2. areis disse:

    Olá! Foi com certa surpresa que encontrei hoje mais um excelente e esclarecedor artigo. É isso mesmo: o que para as TJ não serve, serve para os outros.
    Por e.mail tenho tido contactos com uma pessoa que tem um blog apoiante da JW. Nele chamei a atenção para as constantes mudanças de doutrinas do CG.
    Ele respondeu dizendo-me que “não existe nenhuma religião no universo que não atualize seus entendimentos,”. Não admira, disse eu. Não pertencem todas as outras á religião falsa? Agora vinda da religião que diz que é a Verdade, é que não compreendo.
    Proponho ás pessoas uma oração muito breve: Senhor! Fazei que eu veja!

    • admin disse:

      Olá Areis – Antes de mais nada, quero te agradecer pela nova visita ao Blog. As TJ têm a árdua tarefa de devender a “verdade” e, via de regra, a defesa tem que ser construída com base na negação da realidade, na contradição e na dispensa à lógica. Noto isso neste exemplo que deu:
      vc. chamou a atenção para as “constantes mudanças de doutrina”. A resposta dada é que “não há religião que não atualize seus entendimentos”! Além do aspecto que já levantou (a justificativa que lhe foi dada pode ser reescrita assim: “Se isso ocorre nas religiões dirigidas por Satanás, então, é normal que também ocorra na – organização de Jeová!???), chamo a atenção para o seguinte aspecto:

      – “Atualização”? Vc. fala em “mudança de doutrina” e a justificativa fala sobre “atualizar entendimentos”!?

      – Esta é o tipo de resposta que revela um mente blindada a qualquer raciocínio que seja contrário à fé que se possuí, por mais lógico que ele seja! É por isso respondo “amém” à singela e vital oração que sugeriu (para mim, para vc. e, principalmente, para todas as TJ)!

      Seja sempre muito bem vindo a este Blog e, sempre que possível, o enriqueça com seus comentários.
      Att.
      ITs. 5:21

  3. O Ignorado disse:

    Não existe duas verdades ao mesmo tempo( lei da não contradição).

    Ou é ou não. Lembro-me de uma vez, quando eu estava lendo um artigo de assentinela bastante antiga, uma parente minha indagou a ousadia minha, porque segundo ela (e do escravo nalgumas publicações) não podemos aderir a estes artigos.
    Não tenho revistas em mente do assunto o qual pretendo tratar, mas eu vou dizer mesmo.

    O escravo nas inúmeras publicações, pede que se tenha uma mente aberta de maneira a se estudar e confirmarmos os seus ensinos. Mas em contrapartida, acaba não conferindo a liberdade de certificação para outras fontes.

    A resposta é a verdade do corpo governante teme quando é questionada.
    E se assim for, consequência Drástica atrás da Vítima!

    • admin disse:

      Olá Ignorado (enquanto ex TJ você pode ser Ignorado mas neste Blog vc. nunca será)!
      Pois é! Graças às Doutrinas das “Novas Luzes” (supostamente baseada em Pv. 4:18)
      a “luz” que hoje é ensinada como verdade bíblica será o “ensino apóstata
      de amanhã”! A verdade para as TJ é aquilo que o CG afirmar, seja verdade ou não!
      Seja sempre muito bem vindo a este Blog e expresse sempre sua opinião.
      Att.
      ITs. 5:21

  4. areis disse:

    Olá Ignorado, bem-vindo a este bem fundamentado blog. Não sou nem nunca fui TJ. Fui abordado por um casal de pioneiros aos 18 anos (tenho 78), e quando ouvi as razões e li o livro “Paraíso Perdido, Paraíso Recuperado” , achei imediatamente que eram crenças “esquisitas (eles dão outro nome, de momento não me recordo) e confirmei isso com o passar dos tempos.
    Sobre a mente fechada e aberta (para os outros) tem por exemplo a Despertai de Agosto 2010, pg.3:

    “Não importa sua religião, você merece saber a verdade. Então, não dê ouvidos a boatos tendenciosos, mas procure saber os fatos. A Bíblia diz em Provérbios 14:15: “Um homem simples acredita em cada palavra que ouve; um homem inteligente entende a necessidade de ter provas.” — The New English Bible.
    Esperamos que este número de Despertai! ajude você a saber quem as Testemunhas de Jeová realmente são. Só o fato de estar lendo esta revista mostra que você é imparcial e tem mente aberta.”

    Também a Despertai de 22/3/85, pgs.3/10 fala mais pormenorizadamente sobre esse tema. Não vou reproduzir, porque é extensa. É só visitar as publicações na JW.org.
    Das pessoas TJ’s que conheço, nada tenho contra as elas, embora digam (alguns) que tenho conversas de apóstata, só lamento que inebriados pelo Paraíso que lhes é prometido, não podem discernir o errado “alimento espiritual” que vem de YHWH para o CG.
    Eu só digo: Não acreditem que estamos nos “últimos dias dos últimos dias”, (é a sua nova Boa Nova, , alguns até dizem que são a geração do Armagedom) pois já houve no passado, muitas decepções por causa disso. E então a “geração de 1914” que não passará, perdão, que não passaria, é que diz tudo, assim como outras afirmações semelhantes.

    • admin disse:

      O “Ignorado” está passando por dificuldades por ter ousado ter a “mente aberta” que vc. mencionou nas Despertais que citou, até porque, tais Despertais não foram escritas para falar às TJ, mas sim, para pessoas de outras religiões que têm resistência às doutrinas TJ. Isso causa um efeito muito interessante: – as não TJ que leram estas Despertais e, por causa disso, abriram a mente para os ensinos TJ e se tornaram TJ, hoje, não têm mais a liberdade que tais revistas as incentivaram a ter! É inacreditável!!!
      Obrigado por ter escrito ao (também hoje meu amigo) João, creio que será bastante importante para ele o texto que enviou.
      Como sempre digam, voltem sempre, deixem seus comentários e se for para apoiar (como o Senhor fez) interajam entre si.
      Que ambos meus novos amigos virtuais, fiquem “na paz que excede todo o entendimento”!

  5. O Ignorado disse:

    Tudo quanto o Administrador e a meu querido Areis se é assim que lhe posso tratar.

    Vossos comentários, foram sem dúvida um alicerce e fogo para que eu continue de pé!

    Muitas humilhações estou passando e sofrendo a ignorância de muita gente. Quer familiares quer de outras pessoas.

    Eu pensava ter uma alimentação muito firme e sólida do qual aqueles que discordassem deveriam ser taxados de apóstatas e filhos do diabo!

    Aliás, quem discordasse deveria ser odiada pelos irmãos de acordo ao KM de 7/88/pág 2.

    É crueldade este ensino do escravo de que todos que saem das fileiras, devem ser odiados imprescindivelmente.

    Pois embora a Bíblia nos aconselhe, em Mateus 5:44, a amar os nossos inimigos, isto não existe na fileiras tjs. Obs: É muita hipocrisia.

    E o ” amor” consiste afeição, sentimento em fim.

    Eu descubri, meus irmãos, que a organização é do corpo governante.

    Ele é quem escolhe o alimento apropriado para os seus seguidores cegos. Pois, por mais que vejam as evidências da falsidade, elas persistem no erro que conduz à morte.

    Areis e Administrador, muito obrigado.

    Na verdade, a minha “cirurgia” já foi efetuada e a minha dor já diminuiu consideravelmente.

    Atenciosamente vosso irmão Chipepe, cuja a ignorância é inexistente cá neste blog na qual mana muito amor.

    • admin disse:

      Olá João e Areis – Fico muito feliz de os ter conhecido e por meio do Blog vocês também estarem se conhecendo. Na minha visão as TJ são vítimas e escravas do CG e pessoas nesta condição precisam de apoio e amor a fim de aumentarem as chances de perceberem, por si mesmas, que estão nestas condições! É em favor das TJ que este Blog existe, para convidá-las a se Certificarem destas conclusões. Espero mais visitas e mais comentários de ambos e que nosso Sr. Jesus seja, para todos nós, um companheiro constante na jornada pela estrada da vida!

  6. O Ignorado disse:

    Peço perdão por vos ter respondido muito tarde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *