Perspectiva Bereana 2 – Quem foi o responsável pelas “antigas luzes” sobre a parábola das ovelhas e dos cabritos?®

Perspectiva Bereana 2 – Quem foi o responsável pelas “antigas luzes” sobre a parábola das ovelhas e dos cabritos?®

30 de dezembro de 2020 "Verdade" Canal de Comunicação de Jeová Corpo Governante Nova Luz Perspectiva Bereana 0
Mentalidade Nobre

Estes tinham mentalidade mais nobre… (At. 17:11)

     Como já dito em vários artigos deste Blog, as TJ têm uma doutrina oficial para justificar suas (constantes) mudanças de entendimento, baseada em Pv. 4:18.

     Quando “brilha uma nova luz”, uma nova verdade é trazida pelo CG, e o cérebro das TJ, de imediato, descarta aquilo que vinham crendo e ensinando a outros como sendo uma verdade bíblica, e o novo entendimento passa a ser “a verdade”. Mas, não é apenas isso – a “ex verdade” cai no esquecimento de tal forma que, na mente TJ, a única verdade que parece sempre ter existido é aquela que, agora, foi oficializada como sendo “a verdade”!

     O CG tem a habilidade de fazer a mente TJ funcionar assim e isso é muito conveniente, pois perguntas que qualquer pessoa com raciocínio livre ou que preserva “mentalidade mais nobre” (como afirma a Bíblia ao elogiar os crentes da cidade de Bereia), se perguntaria:

Se esta é a verdade sobre este ponto, no que estive crendo e ensinando até agora?

Se uma nova luz brilhar no futuro, sobre este mesmo ponto que agora foi alterado, alterando-o novamente, aquilo que estou aprendendo agora, o que seria?

E a pergunta mais importante:

O responsável pela luz que agora brilhou é Jeová, mas quem era o responsável pela verdade substituída ou verdade anterior ou pela falsa verdade, que tínhamos anteriormente como sendo uma “uma verdade bíblica”? Quem a enviou?

     Caros leitores, a “nova luz” sempre é atribuída a Jeová, mas as literaturas  do CG afirmarem que Jeová também foi o responsável pela falsa luz anterior, é algo que a literatura não ressalta e assim não se faz por uma razão lógica, tentar evitar que as TJ se façam as perguntas acima!

    Para provar isso, cito trecho de Sentinela no qual o CG MENTE para as TJ, exatamente para deixar claro que elas não podem fazer as perguntas acima. Notem:

11 … Fomos nós designados individualmente a produzir o sustento para a mesa espiritual? Não? Por isso não tratemos de assumir os deveres do escravo. Devemos COMER, DIGERIR E ASSIMILAR o que se coloca diante de nós, sem rejeitar certas partes do alimento porque talvez não convenha ao CAPRICHO DO GOSTO MENTAL. AS VERDADES que havemos de publicar são aquelas que a organização do escravo discreto fornece, não algumas opiniões pessoais contrárias ao que o escravo providenciou como sendo sustento conveniente. (A Sentinela 1/11/52, p. 164)

VERDADES que havemos de publicar?

Como base na citação acima, posso questionar:

     – Como um grupo religioso, que tem uma doutrina oficial para CORRIGIR aquilo que ensina incorretamente sobre a Bíblia, pode, ao mesmo tempo, afirmar que aquilo que publica é A VERDADE?

     – Se o CG só publicasse VERDADES como afirma acima, então, não só as TJ, mas toda a humanidade, deveria COMER, DIGERIR e ASSIMILAR todos os ensinos do CG, e isso, de forma automática, mas a verdade é que a “mentira no tempo apropriado” afirmada em A Sentinela acima se deu apenas para tornar  mais palatável às TJ a ordem de:

– COMER, DIGERIR E ASSUMILAR

todo os ensinos do CG!

Obs.: Leiam At. 17: 10, 11 e imaginem o Apóstolo Paulo dizendo aos Bereanos:

“Eu sou inspirado pelo Espírito, logo só ensino verdades, assim tudo o que ensino está na Bíblia e mesmo que mude minhas interpretações de tempos em tempos, vocês devem apenas comer, digerir e assimilar tudo o que eu ensinar da forma como eu ensinar”!

Pergunto: como você acha que os bereanos reagiriam diante desta imaginária declaração do Apóstolo Paulo?

     Voltando ao tema central deste artigo a ideia, é levar, em uma perspectiva bereana, as TJ a fazer aquilo que suas mentes (de forma antinatural) se negam a fazer, isso é, a pensar:

QUEM FOI O RESPONSÁVEL PELO ENVIO DE

 CADA “ANTIGA LUZ” QUE JÁ TIVEMOS

E QUAIS AS IMPLICAÇÕES DISSO?

     Embora aqui vá tratar de uma “velha luz” específica, para que não haja dúvidas de que, quando vem a “nova luz”, ela é sempre atribuída a Jeová, cito uma afirmação genérica sobre isso em A Sentinela (que vale para qualquer “nova luz”):

Genérica:

A verdade que nos liberta

A luz da verdade que se encontra nas Escrituras é maravilhosa, pois a Palavra de Deus responde a perguntas importantes que têm intrigado a humanidade por milênios. Algumas dessas perguntas são: Por que existimos? Qual é o objetivo da vida? Por que existe o mal? Há vida após a morte? JEOVÁ nos tem esclarecido por meio de maravilhosas verdades doutrinais. Não deveríamos ficar profundamente gratos? Que nunca deixemos de dar valor àquilo que aprendemos! A Sentinela 15/3/07, pp. 12, 13.

Notaram? É JEOVÁ quem esclarece “maravilhosas verdades”.

     Visto que toda nova luz “da verdade” é atribuída a Jeová, agora passo a tratar de um ponto específico, conforme indica o título deste artigo:

O ensino sobre quando se dá a separação entre ovelhas e cabritos.

Sobre este ensino, um recente livro da Sociedade afirma:

Daí, em 1995, entendemos PELA PRIMEIRA VEZ que o julgamento final das “ovelhas” e dos “cabritos” aconteceria durante a “grande tribulação”. (Mat. 24:21; 25:31, 32). Adoração Pura, p. 2.

Então, antes de 1995, as TJ acreditavam e ensinavam que a obra de separação entre ovelhas e cabritos já estava em andamento (eu mesmo fui classificado como cabrito algumas vezes por TJ com quem dialoguei)!

E como esta “verdade abandonada”era pregada em termos de convicção? 

Será que as TJ falavam que a obra de separar ovelhas de cabritos:

talvez, provavelmente, já estava em andamento?

– ou será que isso era defendido como uma certeza, como uma verdade bíblica?

Vejam o que afirmou uma A Sentinela, menos de 2 anos antes da mudança em 1995:

5… É verdade que vivemos na época em que nosso Rei reinante, Cristo Jesus, está separando as pessoas das nações, “assim como o pastor separa as ovelhas dos cabritos”. (Mateus 25:32).

Notem: “É verdade…”.

Era assim que as TJ criam e ensinavam tal crença às pessoas antes de 1995 e, por mais falso que isso fosse, pouco importava; as TJ (como devem fazer com todos os ensinos do CG) deviam COMER, DIGERIR e ASSIMILAR tal mentira como se fosse verdade, afinal, elas eram ensinadas pelo “canal de comunicação de Jeová”, ou seja, era um ensino supostamente comunicado ao CG pelo próprio Jeová, logo, o ensino era dEle!

     Ocorre, pelo menos até onde eu consegui pesquisar, que o livro “Adoração Pura”, do CG,  mente ao afirmar que foi em 1995 que PELA PRIMEIRA VEZ as TJ passaram a ensinar que a separação entre ovelhas e cabritos era algo só para o futuro, pois, neste ponto, esse já havia sido o ensino na época de C.T. Russell e conforme nos revela uma outra A Sentinela, a mudança de entendimento, na verdade, ocorreu em 1923. Confiram:

16 Recapitulando brevemente o progresso assim feito, notamos que, em 1923, PELA PRIMEIRA VEZ, A Sentinela (em inglês) DEU A VERDADEIRA EXPLICAÇÃO da ilustração das “ovelhas e cabritos”. A Sentinela 15/12/66, p. 105.

 VERDADEIRA EXPLICAÇÃO?

Vejamos:

     O Ensino, entre o início das atividades de C. T. Russel e meados de 1923, era de que a separação entre ovelhas e cabritos só se daria no “fim do mundo”, no final do milênio literal. Veja:

“Logo no ano seguinte [1923], a luz brilhou FORTE sobre a parábola das ovelhas e dos cabritos. Entendeu-se que esta profecia seria cumprida no atual dia do Senhor, não no futuro, durante o Milênio, conforme se pensava antes. Durante o Milênio, os irmãos de Cristo não estariam doentes, nem seriam encarcerados. Além disso, no fim do Milênio, Jeová Deus, não Jesus Cristo, fará o julgamento. — Mateus 25:31-46.” (S. 15/5/95, p. 18).

Perceberam?

     Muito antes de 1995, a luz sobre esta parábola/profecia já havia BRILHADO FORTE, então era de esperar que a verdade sobre o tema tivesse ficado, a partir daquele ano, com essa LUZ FORTE, estabelecida firmemente. Mas será que isso se deu?

     O ensino, alterado em 1923 e que durou até parte do ano de 1995, era: conforme as “boas novas” fossem sendo pregadas pelas TJ às pessoas, sob orientação angélica, dependendo da reação que tivessem a tal pregação, já ficavam classificadas como ovelhas ou cabritos. Veja:

Sim, toda a humanidade está sendo escrutinizada para ver quem é ‘ovelha’ e quem é ‘cabrito’. Como é que se realiza tal obra examinadora? Na visão de João, “a colheita da terra” é realizada em conjunto com mensagens vigorosas proclamadas por anjos. Um dos anjos declara uma mensagem de “boas novas eternas”. Outro anuncia a queda de “Babilônia, a Grande”. E um terceiro alerta contra a adoração da “fera”, o sistema de coisas político de Satanás. (Revelação 14:6-10) É verdade que nunca alguém ouviu a própria voz desses anjos. Mas têm-se ouvido mensagens correspondentes sendo declaradas por humanos fiéis. (Mateus 24:14; Isaías 48:20; Zacarias 2:7; Tiago 1:27; 1 João 2:15-17) Assim, as mensagens são, evidentemente, divulgadas por porta-vozes humanos sob direção angélica. A pessoa se identifica como ‘ovelha’ ou como ‘cabrito’ à base de sua reação às mensagens angélicas. A Sentinela 1/1/88, p. 16, § 10.

     Note, as TJ eram ajudadas por anjos a pregarem e, conforme as pessoas reagissem a tal pregação, elas já iam se classificando como ovelhas ou cabritos!

     Porém, a “verdadeira explicação” da parábola/profecia dada acima, obtida quando a “luz brilhou forte” em 1923, se tornou (ou sempre foi?) mentira, pois a partir de outubro de 1995 uma nova luz apagou a “luz forte” anterior, em vez  de se somar a ela para se passar a entender que não é a reação atual de cada pessoa à pregação das TJ que determina quem é ovelha e quem é cabrito, mas que essa separação e julgamento se dará definitivamente no futuro, depois da grande tribulação. Vejamos:

“No entanto, o que significa para nós este novo entendimento da parábola das ovelhas e dos cabritos? Ora, as pessoas já se estão decidindo. Algumas tomam ‘a estrada larga que conduz à destruição’, ao passo que outras procuram continuar na ‘estrada apertada que conduz à vida’. (Mateus 7:13, 14) Mas o tempo em que Jesus proferirá a sentença final sobre as ovelhas e os cabritos, retratados na parábola, ainda é futuro. A Sentinela 15/10/95, pp. 27, 28.

 Ou seja, quando se mudou de entendimento em 1923, o que percebemos é que as TJ já criam na verdade de que tal separação só se daria no futuro, porém, por intermédio da “nova e forte luz enviada por Jeová” as TJ passaram a crer na mentira (não obstante a Sentinela de 1966, citada acima, ter afirmado que em 1923 se

deu a VERDADEIRA explicação da ilustração das “ovelhas e cabritos”!?

Para encerrar cabe citar uma Sentinela de 2015 (15/3 p. 26) a fim de perguntar:

SERÁ MESMO?

7 Hoje temos um entendimento claro da parábola das ovelhas e dos cabritos.

SERÁ MESMO?

Olhando para o histórico de mudanças deste único ponto é impossível não perguntar:

– Que base as TJ de hoje têm para acreditar na última luz acima?

– Alguém pode afirmar, com 100% de certeza “que Jeová” não vai mais

enviar nenhuma “nova luz” sobre este ponto, cancelando a interpretação atual?

Conforme a Sentinela de 15/7/98, p. 12:

15 … Deus falou ao seu povo por intermédio de Moisés e de outros profetas. Depois, Jeová falou-lhe por meio do seu Filho, Jesus Cristo. (Hebreus 1:1, 2) Atualmente, nós temos a completa Palavra inspirada de Deus, a Bíblia Sagrada. Temos também “o escravo fiel e discreto”, designado por Jesus para fornecer o espiritual “alimento no tempo apropriado”. (Mateus 24:45-47) DE MODO QUE DEUS AINDA ESTÁ FALANDO.

     Se o que lemos acima é verdade e se admitirmos, apenas por hipótese, que a posição atual sobre a parábola/profecia é a definitiva, então é verdade também que FOI JEOVÁ QUEM:

– Deu a Russell a verdade: a separação é futura.

– Desmentiu esta verdade,  por intermédio de uma nova e FORTE luz, e manteve seu povo crendo e ensinando a seguinte mentira entre 1923 a 1995 – a separação já está ocorrendo (mentira promovida e mantida por Jeová por, aproximadamente, 70 anos)!

– Voltou a dar a luz correta em 1995: a separação é futura!

O Deus da Bíblia é o Deus da VERDADE (Jo.17:17). Ele não ensinaria mentiras a seu povo ainda mais depois de já ter revelado a verdade – ou eu estou enganado?

     Caro(a) leitor(a) TJ, minha esperança é que você passe a ser ou pelo menos tenda a ser um “crente de Bereia” após ler este artigo, e que isso te leve a parar de:

COMER, DIGERIR E ASSIMILAR tudo o que o CG ensina  por crer que ele só ensina verdades!

     Não é possível que sua mente não se questione (ainda mais se você já se considerava um “crente de Bereia” e mais ainda depois de ler este artigo) que:

– Toda a “velha luz” já foi nova um dia e se quando ela era nova era atribuída a Jeová, ela não deixa de ser de Jeová quando é substituída por outra, afinal:

 uma vez dada por Jeová, de Jeová sempre será!

       Há algo bem mais sério envolvido, você precisa deixar de PECAR CONTRA JEOVÁ, por atribuir tais absurdas mudanças de ensino a Ele, como se tais luzes fossem enviadas por Ele, como se tais ensinos fossem a VOZ DELE, como se ele visse vantagem em ensinar e manter pessoas que desejam a verdade na mentira!

A Bíblia nos diz:

Mas seja Deus verdadeiro, mesmo que todo homem seja mentiroso – Rm. 3:4.

Quando você come, digere e assimila, automaticamente, tudo o que o CG ensina, por acreditar que ele é o “canal de comunicação de Jeová”, que Jeová continua falando hoje por intermédio do CG e, portanto, que tudo é ensino de Jeová, você está fazendo de JEOVÁ UM MENTIROSO para que os homens do CG passem por verdadeiros!

Rogo a Deus para que, agora, finalmente, você perceba isso!

——————–

Leitor(a), você discorda de mim (no todo ou em parte) sobre algo que tenha afirmado? Você encontrou alguma citação de publicação feita acima que tenha sido adulterada? Você, em sua mente, consegue formular uma explicação bíblica/lógica que harmonize aquilo que apresento neste artigo? Me dê seu “feedback” – seja para concordar ou discordar de mim. Não mantenha silêncio, não deixe o que leu acima cair no esquecimento, pois é algo muito sério para simplesmente ser esquecido! Se lembre que depois de ler este artigo você não poderá mais alegar ignorância; isso seria uma falsidade de sua parte. Não deixe de se manifestar, seja aqui mesmo no Blog ou o fazendo de forma privada, enviando e-mail para: 1tessalonicenses5:21@gmail.com. Desde já agradeço e rogo para que Jeová te transforme, efetivamente, em um “crente de Bereia”!

————————–

Nota Legal – Os Artigos deste Blog estão protegidos pela Lei de Direitos Autorais. Reprodução integrais ou parciais são permitidas, desde que, citada a fonte e com indicação do link para o artigo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *