Certificai-vos Shorts (4) – Crenças “Café com Leite”(1) – Que verdade é esta das TJ?®

Certificai-vos Shorts (4) – Crenças “Café com Leite”(1) – Que verdade é esta das TJ?®

15 de agosto de 2020 Certificai-vos - Shorts 0
Verdade "café com leite"

Estou certo que quem ler este texto (desde que seja brasileiro) entenderá exatamente o que quero dizer com “café com leite” mas, como este site é muito acessado fora do Brasil, creio que é conveniente, ainda que seja apenas neste primeiro artigo desta nova série (dentro da categoria – Certificai-vos Shorts), explicar a expressão:

No Brasil, ser “café com leite” significa ser uma pessoa que (do ponto de vista numérico) é contada dentre os demais, mas que, na verdade, “soma zero” com os demais.

 Exemplo: se há 7 pessoas para formar dois times de futebol que irão se enfrentar,  um time ficará com um jogador a mais, porém, se um deles for considerado “café com leite”, na prática, se considerará que cada time tem 3 jogadores, pois, o “café com leite”, na verdade, não conta.

            Aplicando a expressão a este artigo, tenho certeza que há certas afirmações na literatura do CG que as TJ encaram, no consciente, como sendo uma verdade, mas, no subconsciente, o que enxergam é uma afirmação “café com leite”, só assim, é possível acreditar tanto na tese, quanto na antítese!

            Não cabe aqui tratar de como esta diferença de percepções entre o consciente e o inconsciente se dá, mas sim, comprovar que ela existe e afirmar que ela não pode ser saudável para a fé.

            No tema proposto (a verdade) este fenômeno entre as TJ se manifesta de forma invariável (pelo menos eu nunca vi variar em mas de 30 anos conversando com muitas TJ), também neste aspecto.

            Uma “verdade” que o CG ensina (na verdade aderem, pois, é um ensino muito anterior às TJ) é que algo que não ser verdadeiro e falso ao mesmo tempo e no mesmo contexto. Isso foi expresso nos seguintes termos:

19 A verdade não admite a existência de todas as espécies divergentes de doutrinas religiosas no mundo. Por exemplo, ou os humanos têm uma alma que sobrevive à morte do corpo, ou não têm. Ou a terra existirá para sempre, ou não. Ou Deus acabará com a iniqüidade, ou não. Essas e muitas outras crenças ou são certas, ou são erradas. Não pode haver duas verdades, quando uma não concorda com a outra. Ou uma ou a outra é verdadeira, mas não ambas. Crer sinceramente em alguma coisa e praticá-la não a torna certa, se realmente for errada.

Livro Poderá Viver…, p. 32

Aí está! Há uma verdade “não café com leite” que as TJ aceitam NO CONSCIENTE: ou algo é ou algo não é, ou está certo ou está errado, a verdade não pode ser “sim” e “não” ao mesmo tempo.

Se, realmente, é nisso que as TJ acreditam, se é isso que elas sentem, então, o conselho abaixo é, realmente, muito pertinente:

5A modéstia e a humildade mental lubrificam as engrenagens da comunicação. (Pro. 11:2; Atos 20:19) As pessoas se sentiam atraídas a Jesus porque ele era “de temperamento brando e humilde de coração”. (Mat. 11:29) Por outro lado, uma atitude de superioridade afasta as pessoas. Assim, embora estejamos totalmente convencidos de que temos a verdade, é sensato evitar falar de modo dogmático. NMR- 8/02, p.8

Dogmáticos, autoritários, não são cativantes, assim, se há tanta certeza que conhecem a verdade, ao ensiná-la, as “engrenagens de comunicação”, realmente, precisam da lubrificação da humildade, por parte daquele que ensina.

            Obviamente, a declaração acima não poderia aparecer em uma Sentinela distribuída ao público e, por isso, elas se encontram em um boletim interno, restrito às TJ (pelo menos em sua forma impressa).

            E caso se pergunte: que “verdade” é esta que as TJ estão tão convencidas que possuem?

            Um membro do CG nos diz que “verdade” é esta (negrito no original e sublinhados e “vermelhitos” acrescidos):

A assistência não teve de esperar muito para saber. Gerrit Lösch, membro do Corpo Governante das Testemunhas de Jeová, presidiu o programa e proferiu o discurso inicial. Ele fez esta pergunta interessante: “Você é um guerreiro?” Ele explicou que os cristãos são guerreiros da verdade, defendendo o inteiro conjunto de ensinos cristãos. Defender a verdade envolve mais do que ensiná-la às pessoas. S. 1/8/12. p.28

E para que não haja dúvidas de que “inteiro conjunto” é este, segue mais uma afirmação:

16Outra categoria de habilitações poderia ser chamada de conhecimento, conhecimento dos ensinos bíblicos, das profecias e da história bíblica, bem com dos princípios bíblicos. Sim, o domínio desse conjunto inteiro de ensino que conhecemos como “a verdade”. S. 1/9/66, p. 531

Ai está, aquilo que as TJ ensinam às pessoas, é a verdade sobre o “inteiro conjunto de ensinos cristãos”, isso é, “conhecimento dos ensinos bíblicos, das profecias e da história bíblica, bem como dos princípios bíblicos” é ao ensinar sobre cada um destes temas que as TJ têm que se esforçar para não ser dogmáticas, não obstante a certeza absoluta de que tudo o que têm a ensinar é, nada mais nada menos que a verdade.

O que espanta é que por meio das publicações da próprias TJ, também pode ser defendido, com tranquilidade que:

as TJ terem a verdade sobre o  conjunto inteiro das verdades bíblicas”é 100% “café com leite”!

No mesmo boletim interno (de 11/1985, p. 3), lemos um primeiro indicativo neste sentido:

Está ‘efetuando plenamente o seu ministério’? (2 Tim. 4:5) Cumpre fielmente suas designações teocráticas e mantém-se a par da verdade atual por estudar diligentemente a Palavra de Deus e o mais recente alimento espiritual distribuído pelo “escravo”? — Mat. 24:45-47.

Porque seria necessário estudar o mais recentemente alimento espiritual distribuído pelo CG (Mt. 24:45-47), se as TJ já são guerreiros que já defendem o “inteiro conjunto” da verdade?

Vejamos mais um indicativo: Uma Sentinela de 15/9/81 (p.22) citando outra, bem mais antiga, descreve algo que o próprio Jeová afirma!

Ministros? Não, diz o mundo e a igreja nominal, apenas os nossos, que usam veste “clerical” e pregam de nossos púlpitos é que são ministros de Deus. Sim, diz o Senhor, são meus servos (ministros) porque me servem, distribuindo a VERDADE ATUAL aos da minha família. Eu é que enviei a mensagem que levam. Quem os despreza, despreza a mim, e quem receber o selo na testa, que enviou por meio deles, conhecerá a doutrina, que ela procede de mim. “Minhas ovelhas conhecem a minha voz.”

Jeová afirma (pelo menos é o que se lê acima) que é Ele quem dá às TJ a – VERDADE ATUAL – e que quem despreza aqueles que levam tal mensagem desprezam a Ele (Jeová)!

Na Bíblia, Jesus afirma algo diferente, isso é, que a palavra de Jeová é, apenas:

A VERDADE (Jo.17:17)

E não uma (estranhíssima) “VERDADE ATUAL”!

A ideia de “verdade atual” explica a razão pela qual o CG afirmou às TJ que devem estudar:

o mais recente alimento  espiritual distribuído  pelo “escravo”?

E aí surge a pergunta crucial:

 VERDADES BÍBLICAS FICAM DESATUALIZADAS?

Voltemos à lógica do Livro Poderá Viver, adaptando-a à pergunta acima:

Não pode haver duas verdades (uma anterior e uma atual) sobre o mesmo tema bíblico, quando uma não concorda com a outra. Ou a anterior ou a atual é verdadeira, mas não ambas. Crer sinceramente em uma verdade mutante, praticá-la, ensiná-la a outros e dizer que são ensinos de Jeová, não a torna certa, se, realmente, for errada!

Caro leitor: Ou você acredita nas verdades que Jeová ensina na Bíblia ou você crê na verdades mutantes que o CG ensina (e atribuí a Jeová, como vimos na Sentinela de 1981 citada acima) aliás, leia Tg. 1:17 para perceber como é absurdo falar que Jeová ensina verdades mutantes!

Se seu consciente crê que tudo o que aprende na Sentinela é “a verdade” mas seu inconsciente sabe que deve tomar tais “verdades” apenas como “atuais”, então, você sabe que “no fundo” as “verdades” que aprende na Sentinela (e o que é pior – ensina a outros como sendo apenas – a verdade – aquilo que a Bíblia realmente ensina – o que acaba sendo bem desonesto) nada mais  são que verdades “café com leite” e, certamente, nenhuma fé saudável pode ser produzida a partir de tal dualidade!

Minha oração pelas TJ é que realmente meditem com coragem e sinceridade perante Jeová, em tudo o que escrevi acima, a partir de afirmações feitas pelo próprio CG.

——————————————

Após ler o texto acima (e meditar) você discorda que aquilo que escrevi acima é suficiente para concluir que em relação à “verdade” sua crença é “café com leite”? Ou você discorda por ter muitas e várias razões descartar minha argumentação? Pode ser também que você concorde e queira agregar outros elementos que levem à mesma conclusão. Você encontrou algum erro de escrita que requerer correção? Em  quaisquer destas questões, peço que escreva para mim, expressando seus pensamentos (você não tem obrigação alguma de concordar comigo, porém, gostaria muito de sabe porque discorda, se for o caso. Assim, escreva para mim, deixando um mensagem no blog ou por enviando um e-mail para 1tessalonicenses5:21@gmail.com. Desde já, agradeço!

Nota Legal – Os Artigos deste Blog estão protegidos pela Lei de Direitos Autorais. A reprodução de partes dos artigos é permitida desde que, citada a fonte e com indicação do link do artigo de onde foi retirada citação.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *