INTERCALADO-1 (Acreditar na Bíblia ou no CG?)®

INTERCALADO-1 (Acreditar na Bíblia ou no CG?)®

27 de março de 2020 Intercalado Todos os Artigos 0
Neste Blog existe um artigo chamado “Intercalando 1”, pelo qual pretendo iniciar uma série de artigos nos quais o objetivo será juntar textos de publicações do Corpo Governante (CG) das Testemunhas de Jeová (TJ), que tratem de um mesmo tema e que tragam afirmações auto excludentes entre si (o que um afirma o outro nega, e vice versa).
Naquele artigo sugeri que uma das formas pelas quais as TJ não percebem que o CG tem a capacidade de lhes ensinar coisas contraditórias, sem que percebam está, exatamente, no fato de que fazem afirmações contraditórias em publicações diversas, o que facilita que as TJ acreditem tanto na tese quanto na antítese.
Mas o CG vai além! Há artigos da Sentinela que colocam tanto a tese quanto a antítese no mesmo artigo de estudo, em parágrafos distintos, e se obtém o mesmo efeito (a contradição de ensino não é percebida)!
Mas não para por aí! Os homens que o compõem o CG estão tão certos de que têm o controle absoluto da fé das TJ que, há (pelo menos um) exemplo de artigo da Sentinela no qual a afirmação e a negação do que foi afirmado se encontra dentro de um mesmo parágrafo do artigo de estudo(!) e, pior do que isso:
Não se trata de uma contradição entre dois ensinos do CG, se trata de uma contradição entre um ensino do CG e um claríssimo ensinamento bíblico, isso é, o CG desautoriza, de forma escancarada, a própria Bíblia e, ainda assim, as TJ não enxergam nada de errado (e caso enxerguem, isso não irá gerar nenhuma consequência prática)!
Para um TJ, notar que o CG desautoriza a própria Bíblia, não constitui um grande problema pois,  para elas, tudo aquilo que o CG ensina é “alimento [espiritual] no tempo apropriado” fornecido pelo “Escravo Fiel e Prudente” que foi “eleito sobre todos os bens do amo” – Jesus (Mt. 24:45) e, em razão de tal autoridade, por mais evidente que seja a contradição, irá a TJ pensar que o defeito está nela mesma, por meio de um raciocínio (consciente ou inconsciente) que poderia descrever assim:
“o CG não ensina nada contraditório, em especial, em relação àquilo que a própria Bíblia ensina, logo, se estou enxergando uma contradição é porque a falha está em mim, na minha fraca compreensão, é isso que está me impedindo de ver que, na verdade, não há contradição alguma”!
– Obs– Isso me fez lembrar de uma piada que ouvi certa vez e que, adaptada ao contexto deste artigo, ficaria assim:
Lei do Corpo Governante:
Artigo 1º. O Corpo Governante sempre tem razão.
Artigo 2º. Quando o Corpo Governante não tiver razão, aplica-se o disposto no Art. 1º desta lei.
Artigo 3º. Sob pena de severas sanções, ficam revogadas todas as disposições em contrário.
 
O pior é que a “lei-piada” original, quando adaptada ao CG,
deixa de ser piada e se mostra, efetivamente, lei!
A percepção de que muitas vezes a contradição está dentro do mesmo texto de estudo está me incentivando a inaugurar, com este, uma nova série de artigos que estou denominando de “Intercalado”, na qual vou usar como texto base uma publicação do CG que traz em seu texto, tanto a afirmação quanto a negação daquilo que se afirmou, isso é, tanto a tese quanto a “anti-tese” (não preciso intercalar diferentes textos sobre o mesmo tema para que a contradição do ensino apareça, o próprio CG já providenciou isso)!
              Neste primeiro artigo vou usar uma Sentinela no qual a contradição está dentro de um mesmo parágrafo e cujo ensino do CG nega a própria Bíblia!
Inicialmente, sugiro apenas a leitura corrida da transcrição abaixo e que se procure (antes de ler o restante deste artigo) identificar se ele apresenta alguma contradição. Na sequencia você encontrará nova transcrição do texto acrescida de comentários.
Antes disto, porém, é importante lembrar que, por ser um artigo da Sentinela, as TJ não apenas leram  tal artigo ELAS O ESTUDARAM em um mesmo dia (em todas as congregações ao redor do mundo).
Se você, leitor, já era uma TJ quando o parágrafo do artigo que irei “trabalhar” foi estudado, então, você é uma destas TJ que não viram a óbvia contradição ou, se a notaram, preferiram dar razão ao CG ao invés da Bíblia”! Vejamos:
Texto para Leitura(note se encontra alguma contradição, antes de ler o restante deste artigo):
 
A VEREDA DOS JUSTOS REALMENTE CLAREIA MAIS E MAIS
(…)
4Não importa onde vivamos na terra, a Palavra de Deus continua a servir de luz para a nossa senda e de lâmpada para o nosso caminho, no que se refere à nossa conduta e às nossas crenças. (Salmo 119:105) Mas, Jeová Deus proveu também sua organização visível, seu “escravo fiel e discreto”, composto dos ungidos com o espírito, para ajudar os cristãos em todas as nações a entender e a aplicar corretamente a Bíblia na sua vida. A menos que estejamos em contato com este canal de comunicação usado por Deus, não avançaremos na estrada da vida, não importa quanto leiamos a Bíblia. — Veja Atos 8:30-40.
S. 1/8/82, p. 27
Texto reformatado e comentado:
4Não importa onde [nem quando] vivamos na terra, a Palavra de Deus continua a servir de luz para a nossa senda e de lâmpada para o nosso caminho, no que se refere à nossa conduta e às nossas crenças. (Salmo 119:105).
Obs Fiz um pequeno e destacado acréscimo no trecho acima e, creio eu, nenhum leitor deste artigo irá discordar que tal complemento é pertinente em razão de deixar ainda mais completa a ideia que o autor de tais palavras quis transmitir.
              Realmente (esta é minha fé e também é a das TJ), a Palavra de Deus, em todos os lugares e em todo o tempo (desde quando foram ditas, passando pela tradição oral, passando pelos rolos nos quais o texto sagrado era escrito, passando pela impressão da Bíblia e agora em seu formato digital – o livro mais lido e estudado da terra em todos os tempos), é a luz que não permite que o ser humano fique na escuridão, é o alimento espiritual verdadeiro que, embora escrito por homens falíveis, foi elaborado sob a inspiração e guia do Espírito Santo de Jeová e que, não temos dúvida, foi deixado por Jeová para tornar o homem completamente habilitado para toda a boa obra. Ela é, ou pelo menos deve ser, a fonte única de nosso conjunto inteiro de pontos de fé.
              Em relação ao Salmo que a Sentinela cita em apoio (119:105), vou transcrever alguns versos anteriores ao 105 para que tenhamos o contexto:
98Teu mandamento me torna mais sábio do que os meus inimigos, porque ele está comigo para sempre.
99Tenho mais perspicácia do que todos os meus mestres, porque medito nas tuas advertências.
100Ajo com mais entendimento do que os idosos, porque obedeço às tuas ordens.
101Recuso-me a andar em um caminho mau, para guardar a tua palavra.
102Não rejeito as tuas decisões judiciais, porque tu me instruíste.
103Como são doces para o meu paladar as tuas declarações, mais do que mel para a minha boca!
104Por causa das tuas ordens, ajo com entendimento. É por isso que odeio todo caminho de falsidade.
105Tua palavra é lâmpada para o meu pé, e luz para o meu caminho.
O contexto imediato e anterior nos ajuda a entender a razão da afirmação feita no verso 105, a palavra de Deus é que nos instrui, que nos faz sábios, que nos faz agir com entendimento, que nos faz odiar o caminho da falsidade, enfim, só podemos “caminhar pela vida” se iluminados pela palavra de Deus.
Repetindo e continuando o mesmo parágrafo da revista Sentinela:
…a Palavra de Deus continua a servir de luz para a nossa senda e de lâmpada para o nosso caminho, no que se refere à nossa conduta e às nossas crenças. (Salmo 119:105) Mas, Jeová Deus proveu também sua organização visível, seu “escravo fiel e discreto”, composto dos ungidos com o espírito, para ajudar os cristãos em todas as nações a entender e a aplicar corretamente a Bíblia na sua vida.
 O “Mas” (destacado acima) é uma conjunção adversativa, isso é, liga a informação anterior à posterior expressando uma ideia de adversidade, de contrariedade. No contexto, o que o uso do “mas” indica que a primeira informação não é completa em si mesma, ela necessita da segunda informação, isto é:
 a Bíblia ainda é “lâmpada”,  a luz do caminho, porém,
 sem as orientações do “escravo”, a iluminação
provida “pela lâmpada”, não ilumina!!?
Se está correta esta afirmação da Sentinela, então, mentiu Jeová ao inspirar o Salmista e, de forma ainda mais “cabeluda”, mentiu Jeová ao inspirar o Ap. Paulo (II Tm.3:16) para que escrevesse:
16 Toda a Escritura é inspirada por Deus e proveitosa para ensinar, para repreender, para endireitar as coisas, para disciplinar em justiça, 17a fim de que o homem de Deus seja plenamente competente, COMPLETAMENTE EQUIPADO para toda boa obra.
A lâmpada indicada pelo Salmista EQUIPA o cristão COMPLETAMENTE, afirmou o inspirado, Ap. Paulo!
Vejamos se o CG concorda com isto, no restante do parágrafo que estamos considerando:
A menos que estejamos em contato com este canal de comunicação usado por Deus, não avançaremos na estrada da vida, não importa quanto leiamos a Bíblia. — (…)
É abissal a contradição! Se você, TJ, acredita na afirmação acima, então e em consequência, você acredita em várias outras coisas bem  bizarras, tais como:
– Que nos muitos e muitos séculos que se passaram após a morte do último dos Apóstolos e o surgimento do “escravo” a “lâmpada” deixada por Jeová para fazer o homem: complemente competente e equipado, não foi capaz  de fazer (os milhões de homens e mulheres que morreram durante tais séculos) avançar na estrada da vida!
 – A palavra de Deus foi falsa e inútil por séculos e mais séculos seguidos!  Foi somente com o surgimento do “escravo” que, finamente, as palavras inspiradas por Jeová na Bíblia deixassem de ser uma mentira! Foi só a partir de então que a Bíblia passou a ter serventia!
Se não TJ que lê este artigo não acredita em nada disso, então, sua fé acaba de entrar em colapso. Para o seu próprio bem, espero que você sinta toda a profundidade dele e a partir daí encontre, de verdade – O caminho, a Verdade e a Vida!
—————————-
Quer apresentar um outro ponto de vista que harmonize tudo? Quer apenas comentar? Quer agregar novos argumentos para deixar ainda mais claro o absurdo de se crer no CG ao invés da Bíblia? Encontrou algum erro no texto que exige correção?   Escrava para mim. Desde já, agradeço.

Nota Legal – Os Artigos deste Blog estão protegidos pela Lei de Direitos Autorais. A reprodução de partes dos artigos é permitida desde que, citada a fonte e com indicação do link do artigo de onde foi retirada citação.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *