VELOZES E AMOROSOS I: SEGUIR CONSELHO DO CORPO GOVERNANTE PODE RESULTAR EM DESASSOCIAÇÃO! ®

VELOZES E AMOROSOS I: SEGUIR CONSELHO DO CORPO GOVERNANTE PODE RESULTAR EM DESASSOCIAÇÃO! ®

10 de fevereiro de 2019 Corpo Governante Todos os Artigos Velozes e Amorosos 4
Prólogo: Nos artigos que escrevo para este Blog procuro ser bastante analítico e explicativo o que resulta, via de regra, em artigos longos que demandam muito tempo de pesquisa e escrita e, visto que tempo tem sido algo raro, resolvi inaugurar esta série, a fim de propor textos de leitura bem mais “veloz” (por serem menores que os demais) nos quais, não obstante, estarão presentes os sentimentos de amor e a preocupação que tenho pelas Testemunhas de Jeová (TJ),  sentimentos que motivam a manutenção deste Blog.
        Texto: Por mais estranho e contraditório que possa parecer, o Corpo Governante (CG) já deu um conselho que, se praticado, pode conduzir a uma desassociado por apostasia!
O que me permite afirmar isso é o empirismo, isso é, muitas Testemunhas de Jeová (TJ) que seguiram tal conselho, mesmo sem saber, acabaram desassociadas (recentemente foi disponibilizado no youtube um vídeo que contém mais um exemplo disso)!
 
Você, TJ que estiver lendo esta postagem, muito provavelmente, já está convicto (mesmo sem ainda saber do que se trata), que minto ao afirmar que o CG deu um conselho que, se seguido, pode resultar em desassociação e caso esta convicção permaneça, mesmo após ter lido as linhas que seguem, então, terei um DESAFIO para você!
 
 No Ministério do Reino (boletim que só circula nas congregações, portanto, não é distribuído ao público em geral), em parte transcrito abaixo, o CG faz algumas perguntas para, ao final, incentivar o seguinte às TJ:
 
ESTUDO
2Para sermos Testemunhas de Jeová, precisamos assimilar conhecimento de Jeová, dos propósitos e dos requisitos dele para nós. Tem reservado tempo para o estudo pessoal? É você constante nisso, assim como reserva regularmente tempo para comer? (João 17:3) Quando lê a Bíblia e outras publicações teocráticas, procura informações que lhe revelem mais a respeito de Jeová, do modo de pensar e dos propósitos dele, de modo a poder falar corretamente sobre tais coisas a outros e assim ser realmente uma testemunha de Jeová? É muito bom fazer isso ao ler publicações da Sociedade, tanto as recentes como as antigas. (M.R. 11/1984 p. 7)
 
Obs– Estou me segurando aqui para não escrever várias e várias linhas com base na citação acima, pois, se assim fizesse, fugiria do propósito indicado no início desta, porém, vou me permitir “abrir um pequeno parêntesis” a fim de informar que:
 
A afirmação acima entra em choque com uma outra afirmação do próprio CG, também divulgada por intermédio de um Ministério do Reino, exatamente, um ano após. Notem:
 
Está ‘efetuando plenamente o seu ministério’? (2 Tim. 4:5) Cumpre fielmente suas designações teocráticas e MANTÉM-SE A PAR DA VERDADE ATUAL por estudar diligentemente a Palavra de Deus e O MAIS RECENTE ALIMENTO ESPIRITUALdistribuído pelo “escravo”? — Mat. 24:45-47. (M.R. 11/1985 p. 3. §6º)
 
 – O conselho acima é mais sábio que o anterior por pelo menos duas razões, a saber: 1 – o volume de literatura nova que as TJ têm para ler todos os meses é bastante grande, assim, “gastar tempo” lendo literaturas antigas pode fazer faltar tempo para ler as novas publicações. 2 – visto que o conhecimento é progressivo, quem lê publicações mais antigas, muito provavelmente, irá se deparar com ensinos que não são mais defendidos como verdadeiros e isso pode, inclusive, gerar confusão no entendimento, logo, como o que importa mesmo é a “verdade atual”, o melhor é estudar(e não apenas ler) apenas “o mais recente alimento espiritual” (não obstante toda essa lógica, o CG, efetivamente, incentivou as TJ a lerem publicações antigas, como vimos acima).
 
Fechado os parêntesis, afirmo que se os lideres de sua congregação e de Betel tomarem conhecimento de que você está procurando seguir o conselho dado no M.R. de 1984, logo haverá o interesse em saber a razão e isso poderá resultar em um convite a uma “comissão judicativa” e a se retirar de entre as TJ!
Se você, TJ que leu esse texto até esse ponto, continuar convicto de que é falsa a afirmação feita no título desta postagem, então, tenho um DESAFIOpara você:
COMPROVAR, NA PRÁTICA, QUE
ESSA SUA CONVICÇÃO ESTÁ CORRETA,
 
mas, se julgar que a afirmação feita no título desta postagem tem alguma chance de ser real, então, sugiro que esqueça o desafio, “pule” o “passo a passo” indicado abaixo e vá direto para a Conclusão.    
 
 “PASSO A PASSO” DO DESAFIO:
             – É obvio que não basta ler literaturas antigas para que,  automaticamente, ocorra aquilo que estou afirmando, é necessário que seus líderes saibam que você tem feito ou pretende fazer isso, assim, se VAI aceitar o desafio, sugiro o seguinte:
 
– Escreva para Betel, afirmando que precisa de ajuda para conseguir seguir o conselho do CG, conforme consta do MR de 11/1984 (fazer essa afirmação é fundamental)!
 
– Escolha se você quer declinar os motivos pelo qual tem interesse em cada publicações antiga que irá pedir ou se apenas vai indicar suas referências.
 
– Poderia fazer inúmeras indicações aqui, mas creio que apenas 3 já serão suficientes a despertar a atenção da STV para você, TJ que aceitar o desafio:
 
A)  Milhões que Agora Vivem Jamais Morrerão? – Este livro (que foi publicado em Português) contêm afirmações surpreendentes e, para justificar o pedido de cópia, você pode apenas afirmar que gostaria de ler este livro (o título do livro é exatamente este que está acima, apenas retirado o ponto de interrogação).
 
B) Sentinela 15/9/1910 Artigo “IS THE READING OF “SCRIPTURE STUDIES” BIBLE STUDY?”: Neste Russell afirma que se uma pessoa ler apenas a Bíblia, ela ficará em trevas, mas se ler apenas a série “Estudos das Escrituras” ficará na luz, mesmo que nunca recorra à Bíblia!
Aqui você pode afirmar que quer conferir se Russell realmente escreveu isso ou pode apenas afirmar que gostaria de tomar ciência das afirmações deste artigo da Sentinela.
 
C)Pirâmide de Gizê: Conforme a Sentinela de 1/1/2000 p. 10, §17 dois artigos da Sentinela (15/11 e 1/12/1928) esclareceram que a pirâmide, na verdade, não é a “Pedra de Testemunha de Deus” que confirma a Bíblia, como já ensinaram as TJ, mas sim, que seria a “Bíblia de Satanás” e que está interessado em confirmar essa informação diretamente em tais publicações (ou peça apenas cópia dos artigos de cada revista que tratam do tema).
 
– Envie para mim uma cópia da carta que enviar a Betel, a carta resposta que receber e todos os demais fatos que ocorrerem após e em razão do desafio que aceitou.
Insisto: Você, TJ, que tem convicção plena e absoluta de que pode pedir as publicações antigas indicas e isso não lhe produzirá nenhum dano, vá em frente, aceite o desafio, do contrário, não faça isso em hipótese alguma.
 
CONCLUSÃO: É possível que os leitores desta postagem possam pensar:
 
Onde está a demonstração de amor e preocupação que afirmou, também estariam presentes neste artigo?
         A melhor forma que tenho de responder a isso é por citar o trecho de uma Sentinela no qual o CG (obviamente, falando a pessoas de outras religiões), afirma algo perfeito é irrefutável que, por isso mesmo, também se aplica ao próprio CG, logo, basta repetir tais palavras para que os sentimentos que indiquei fiquem bem evidentes (grifos acrescidos):
 
Pode-se ser fiel a Deus, todavia ocultar os fatos?
O QUE resulta quando se deixa uma mentira passar incontestada? Não ajuda o silêncio a passar a mentira como sendo verdade, a ter mais liberdade para influenciar muitos, talvez para prejuízo sério deles?
(…)
Quando há pessoas em grande perigo, duma fonte de que não suspeitam, ou quando são desencaminhadas por aqueles que consideram ser seus amigos, será que é desamoroso adverti-las,
Talvez prefiram não acreditar na advertência. Podem até mesmo ressentir-se dela. Mas livra isso alguém da responsabilidade moral de dar tal advertência?
 
Se estiver entre os que procuram ser fiéis a Deus, as questões suscitadas por tais perguntas lhe são vitais hoje. Por quê? Porque os servos de Deus, em cada período da história, tiveram de enfrentar o  desafio apresentado por tais questões. Tiveram de expor a falsidade e o  proceder errado, bem como advertir as pessoas contra perigos e fraude — (…) Mas a fidelidade a Deus e o AMOR  AO PRÓXIMO induziram-nos a falar. Sabiam que “melhor a repreensão  revelada do que o amor escondido”. — Pro. 17:5. (S. 15/7/74 p.419)
 
Certamente, você TJ concorda com as palavras acima, não é mesmo?
 Note se você tem alguma objeção à seguinte modificação de parte do texto acima:
TODOS QUE NÃO SÃO TJ ESTÃO em grande perigo, duma fonte de que não suspeitam, E são desencaminhadOS por aqueles que consideram ser seus amigos! Será que é desamoroso adverti-lOs? (…) Mas a fidelidade a Deus e o AMOR  AO PRÓXIMO induziram-nos a falar.
 
Aí está o amor e preocupação que me levam a falar, também, por intermédio deste Blog (eu apenas elimino o NÃO destacado no trecho acima).
———————–
Quer responder? Quer comentar? Quer discordar (no todo ou em parte)? Quer sugerir alguma melhora no texto? Quer indicar alguma necessária correção gramatical?
   Escreva para mim – 1tessalonicenses5.21@gmail.com (desde já, agradeço).

Nota Legal – Os Artigos deste Blog estão protegidos pela Lei de Direitos Autorais. A reprodução de partes dos artigos é permitida desde que, citada a fonte e com indicação do link do artigo de onde foi retirada citação.

 

4 comentários

  1. Batista disse:

    Olá, muito bom o artigo!

    Alguma TJ aceitou fazer o desafio?

    • admin disse:

      Olá Batista: Quero te agradecer muito pela visita ao Blog e quero te incentivar a ler os artigos e tecer seus comentários (para mim, ter a opinião dos leitores, mesmo que seja crítica, é sempre muito importante). Respondendo sua pergunta – Não, nenhuma TJ (pelo menos até onde eu sei) aceitou o desafio e vou ficar muito surpreso se alguma aceitar, pois, elas sabem o que irá ocorrer se o aceitarem – vão acabar parando em uma Comissão Judicativa (um Tribunal Religioso) sob a acusação de Apostasia da Verdadeira Fé! As TJ têm, como todo o ser humano, a única liberdade real que nos foi dada – a liberdade de pensamento – a diferença é que uma TJ não pode expressar livremente sua discórdia em nada (por mais que discorde de muita coisa). Essa é uma das principais razões pelas quais gasto tempo e dinheiro para alertá-las de que a proposta do evangelho de Jesus é a LIBERDADE e que se não é isso o que elas vivem (e a rejeição a tal desafio é prova disso), então, tem que haver algo de errado. As TJ precisam e merecem este alerta, porque se dedicam a levar aquilo que julgam ser a verdade, com a mais completa sinceridade e amor às pessoas! Este Blog busca ser uma retribuição a elas. Grande Abraço e volte sempre!

  2. O Ignorado disse:

    Claramente! As tjs, não têm liberdade alguma!
    Lamentavelmente! Uma religião que professa lecionar a verdade e mesmo assim teme quando estála é questionada, tem de se ter cuidado, referente a isto.

    Decerto que é uma organização acompanhada por objetivos extras ou a mais!

    Doravante, está decaindo. O corpo governante, não me engana mais.

    Estou de mau com esses americanos!

    • admin disse:

      Olá Ignorado – Que bom que retornou ao Blog.
      Descobrir, dentro da própria literatura, que a religião ao que se dedica não é o que diz ser e que para manter sua autoproclamada posição acaba transferindo as responsabilidades por seus erros para Jeová, quando insiste que é Ele quem envia as “novas luzes” que trasformam verdades, defendidas na Bíblia em mentiras, sendo que o novo entendimento também será defendido na Bíblia ate e caso Jeová envie “outra verdade” sobre o mesmo tema. Isso faz Jeová um Deus bem confuso e é esta a religião que diz honrar o nome de Deus!

      Assim, fica dificil ter estes Americanos em alta conta!

      Ignorado, volte sempre, leia sempre, comente sempre e ande no caminho (Jesus), conheça cada vez mais a verdade (Jesus – ele liberta) e assim, tenha vida (que Jesus tornou possível) neste mundo e na eternidade!

Deixe uma resposta para admin Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *