TER A VERDADE = “LÍNGUA” PURA. TER A VERDADE ATUAL = “LÍNGUA” PURA”? ®

TER A VERDADE = “LÍNGUA” PURA. TER A VERDADE ATUAL = “LÍNGUA” PURA”? ®

28 de junho de 2015 "Verdade" Todos os Artigos 0
 
         Nos artigos escritos até o momento neste Blog  tenho procurado demonstrar como é irreal a afirmação das TJ quando advogam que têm A VERDADE (isso é – que cada uma de suas crenças, como ensinadas hoje, coincidem com aquilo que a Bíblia realmente ensina).
        
         A doutrina da “iluminação progressiva” (que vale para o Corpo Governante – CG – e não sobre cada TJ individualmente) se por um lado é muito útil para isentá-lo da responsabilidade pelos mutantes entendimentos que adota, nos mais diversos pontos de fé ao longo de sua história, por outro, tem dois efeitos colaterais muito ruins, quais sejam:
 
1 – Transferem toda a responsabilidade pelas inúmeras mudanças de entendimento para o próprio Jeová – afinal é Jeová quem escolhe qual “nova luz” enviar e quando será enviada para o CG, assim, se as TJ passam décadas acreditando que têm o entendimento bíblico correto sobre certo ponto de fé e este vem a mudar radicalmente com o tempo, foi Jeová quem permitiu que as TJ ficassem com aquele entendimento imperfeito (porém o ensinando a terceiros como se fosse – A VERDADE, aquilo que a Bíblia realmente ensina) para somente após muitos anos promover a correção (que ainda pode precisar de novas correções)!
 
2 – Quem afirmar ter – A VERDADE SOBRE BÍBLIA – (como as TJ quando, por exemplo, produziram um livro com o título “O que a Bíblia Realmente Ensina?”) mas que, na realidade, defende que cada ponto de sua fé está sujeito a uma progressiva revelação da verdade, na realidade, nunca sabe se já tem A VERDADE sob cada ponto de fé ou se ainda falta uma ou mais novas “luzes” para se chegar, finalmente, A VERDADE FINAL E IMUTÁVEL sobre cada ponto.

É por tal razão que o CG, coerentemente, (embora de forma bastante rara) defende que, na realidade, o que possuem as TJ é a VERDADE ATUAL sobre cada tema bíblico.
 
A afirmação mais contundente que conheço neste sentido (como já destacado em artigos anteriores) está no Ministério do Reino de 1985 que questiona das TJ:

Está ‘efetuando plenamente o seu ministério’? (2 Tim. 4:5) Cumpre fielmente suas designações teocráticas e mantém-se a par da VERDADE ATUAL por estudar diligentemente a Palavra de Deus e o mais recente alimento espiritual distribuído pelo “escravo”? — Mat. 24:45-47.
 
Note-se que para não ficar desatualizado nA VERDADE, é necessário “consumir” o mais recente alimento distribuído pelo “escravo”!
 
Mas, ao assim fazerem, as TJ se mantêm a par da VERDADE final e definitiva sobre cada tema Bíblico?

Não!– Assim elas se mantêm
 a par apenas da – Verdade ATUAL, que pode
ou não mudar ao longo dos anos, razão pela qual
ainda que já se trate de uma verdade definitiva, deve continuar sendo encarada como (mera) VERDADE ATUAL!
 
         A incoerência (incoerência muito útil como já destacamos em um artigo anterior) se dá quando a literatura da STV (e aí de forma massiva) “bate forte” em afirmar que aquilo que as TJ têm é  – A VERDADE (final e imutável sobre cada tema bíblico).
 
         A partir deste ponto vou me centrar em uma destas afirmações que negam que aquilo que as TJ têm é A Verdade ATUAL para incutir fortemente na mente das TJ que aquilo que elas possuem é – A VERDADE ABSOLUTA – sobre cada uma do inteiro conjunto de suas crenças.
 
No livro do profeta Sofonias, em seu capítulo 3, verso 9; lemos:
 
Pois então darei aos povos a transformação para uma língua pura, para que todos eles invoquem o nome de Jeová, a fim de servi-lo ombro a ombro.
 
O texto inspirado afirma que é Jeová quem transformará a língua dos povos em uma “língua pura”.
 
Agora vejamos como as TJ entendem esta “língua pura” do verso indicado:
 
3:9 — O que é a  “língua pura”, e como é falada? É A VERDADE de Deus contida na sua Palavra, a Bíblia. INCLUI TODOS OS ENSINOS BÍBLICOS. Falamos essa língua por crer na verdade, por ensiná-la corretamentea outrose por viver em harmonia com a vontade de Deus.
Sent. 15/11/07 p.11
 
Se as TJ já falam com “língua pura” é porque Jeová já lhes deu (via CG) todas as suas verdades em todos os ensinos bíblicos e as TJ “exercitam” esta “língua pura” por crer em tais ensinos e por ensiná-los a outros.
 
Assim, as TJ, defendem que já têm esta “língua pura”, quando, por exemplo, publicam um livro denominado “O que a Bíblia realmente Ensina?” e ainda fazem afirmações tais como:
 
Assim, EMBORA ESTEJAMOS TOTALMENTE CONVENCIDOS DE QUE TEMOS A VERDADE, é sensato evitar falar de modo dogmático. ?
Ministério do Reino – 8/02 p.8 pr. 5
 
Porém, ao lado de tais ousadas afirmações de que já têm a VERDADE TODA ou a  “LÍNGUA PURA” lemos outras afirmações que desmentem tal convicção!
 
Note este exemplo:
 
É verdade que os irmãos que preparam essas publicações não são infalíveis. Seus escritos não são inspirados assim como eram os de Paulo e dos outros escritores bíblicos. (2 Tim. 3:16) E assim, às vezes, tornou-se necessário corrigir conceitos, conforme o entendimento se tornou mais claro. (Pro. 4:18) No entanto, isto tem resultado no constante refinamento do conjunto de verdades baseadas na Bíblia, aceitas pelas Testemunhas de Jeová.
Sent. 15/8/81 p. 19
 
Ora! Quem precisa CORRIGIR CONCEITOS, já tinha os CONCEITOS CORRETOS antes da correção?
 
Quem tem um CONJUNTO DE VERDADES em CONSTANTE MUDANÇA já tem um conjunto de verdades finais e definitivas ou tem um conjunto de verdades mutantes? (e verdades mutantes são verdades?)
 
Diante da flagrante contradição a solução honesta seria indicar SEMPRE que, na realidade, o que se têm são apenas – Verdades ATUAIS e que, portanto, se está caminhando em direção a se obter uma “língua” pura.
 
O CG até usa (embora raramente) de tal honestidade quando admite em suas publicações que aquilo que ensina  é a VERDADE ATUAL, porém, assim o faz não no objetivo de ser (eventualmente) honesto! Quanto ressalta tal realidade o objetivo está apenas em criar um ambiente propício para que as TJ sintam que ao seguir seus ensinos têm A VERDADE EM TUDO O QUE ACREDITAM e, ao mesmo tempo, quando necessário proteger esta primeira certeza, contraditoriamente, admitem que aquilo que possuem é (apenas) a VERDADE ATUAL – e com isso se consegue fazer com que tais incompatíveis realidades “vivam” harmoniosamente na mente das TJ!

É por esta razão que não se pode encontrar, pelo menos até onde eu saiba, em um mesmo texto do CG, a afirmação de que as TJ têm “Língua Pura” (o conjunto completo de verdades finais e definitivas dadas por Jeová) e, também, a afirmam que creem apenas na “Verdade Atual” (isso é, têm uma língua pura em construção).

Encerro perguntando:
 
“Língua pura” ou “língua” manipuladora?
Qual a “língua” do CG?
——————————-
 
    Quer comentar? Quer discordar? Quer sugerir alguma melhora no texto? Quer indicar alguma necessária correção gramatical?
 
Escreva para mim – 1tessalonicenses5.21@gmail.com (desde já – agradeço).

Nota Legal – Os Artigos deste Blog estão protegidos pela Lei de Direitos Autorais. A reprodução de partes dos artigos é permitida desde que, citada a fonte e com indicação do link do artigo de onde foi retirada citação.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *